CB.jpg

CIRURGIA

METABÓLICA

Na década de 80, começou a se observar que pacientes diabéticos que faziam a cirurgia bariátrica — originalmente utilizada para tratar a obesidade, obesidade mórbida e obesidade grave — obtiveram um grande benefício  em termos de resolução do diabetes e melhora da glicemia. Isso gerou uma infinidade de estudos e de observações, sendo desenvolvido, a partir daí, o conceito de cirurgia metabólica.

 

A cirurgia metabólica é mais ou menos o mesmo tipo de cirurgia, os mesmos procedimentos, mas com foco diferente, um foco não exclusivamente na obesidade, mas nas doenças que vêm com a obesidade, principalmente o diabetes tipo 2, que também está com frequência associado a hipertensão e a índices elevados de colesterol e triglicérides, bem como ao baixo HD.

 

Esse tipo de procedimento focado no tratamento dessas doenças, nós passamos a chamar de cirurgia metabólica, cuja finalidade primordial é tratar essas doenças e, principalmente, reduzir complicações advindas do diabetes não controlado.

 

Essas complicações incluem problemas na retina — podendo levar a cegueira —, problemas nos rins, que podem levar até mesmo à necessidade de transplante renal/hemodiálise e problemas cardiovasculares, que são a principal causa de mortalidade nos pacientes com diabetes.

A cirurgia metabólica tira um pouco o olhar da cirurgia bariátrica, que seria pensar na obesidade pura e simplesmente, e passa a olhar para todas as doenças que limitam a qualidade e a expectativa de vida de vida.

voltar.png